Slow Reading

slow-reading-iiiSlow Reading – viajar pelo mundo, no presente, passado e futuro, lendo.

Ao lermos um bom livro, transportamos-nos para  uma outra realidade, conseguimos fazer uma pausa no stress do nosso dia a dia. Antes mesmo e iniciarmos a leitura, começamos a relaxar e a desligarmos-nos dos problemas exteriores. Entramos na ante-câmara do prazer. Ler por prazer afasta-nos dos problemas e ajuda-nos a ver as coisas sobre outra perspectiva.

As vantagens do Slow Reading são imensas:

  • Melhoria da criatividade – A leitura estimula o lado direito do nosso cérebro, aumenta a nossa imaginação e ajuda-nos a ver as coisas de uma forma diferente. Se aprendermos a usar a nossa imaginação, libertamos a criatividade para outras áreas da nossa vida.
  • Inspiração e motivação – Alguns livros tem o condão de nos inspirar e motivar para fazer mais das nossas vidas. Mostram-nos que é possível. Todos nós temos consciência de que podemos realizar grandes feitos e ao lermos bons livros ganhamos consciência das nossas qualidades.
  • Diversão e gargalhada – O que é a diversão? É a actividade que nos diverte e que capta a nossa atenção. A ficção tem essa capacidade, pode fazer-nos rir, chorar, aterrorizar-nos ou fazer-nos sentir qualquer emoção que queiramos. Antes do advento da televisão, a leitura era uma das formas mais populares de diversão. Ainda hoje podemos fazer-nos acompanhar de um livro numa viagem de comboio, de autocarro, podemos levá-lo connosco quando vamos de férias ou tê-lo na mesa de cabeceira. Podemos começar a ler um livro a qualquer hora, interromper e acabar de lê-lo quando quisermos.
  • Perspectivas mais amplas e abertura da mente – Ao lermos sobre pessoas de culturas diferentes,  que tenham perspectivas diferentes da vida ou que tenham vivido em épocas diferentes da nossa, podemos tomar consciência do que seria a nossa vida se fossemos outra pessoa. Podemos até “calçar os sapatos de outra pessoa” que a qual nem nos identificamos. Ao vivermos esta experiência através destes caracteres com a nossa imaginação, aprendemos a ser mais tolerantes e mais abertos a conhecer novas pessoas  e ideias. A nossa perspectiva de vida só pode melhorar.

O Slow Reading é muito mais do que desacelerar, embora seja uma parte. Para compreender uma obra, é importante criar uma intimidade com o autor, prestar atenção, importar-se, reler e saborear o que lemos. Encontrar o passo certo. Devemos dar mais valor ao prazer do que à eficiência. Não se pense que esta é uma ideia nova, a expressão Slow Reading já tinha sido usada pelo filosofo Friedrich Nietzche, que em 1887, se auto-denominava “um professor do Slow Reading.”

A leitura faz parte dos meus hábitos diários, quer profissional quer por puro prazer. E é da diversão que vamos falar daqui em diante. Cada um de nós, gosta de ler vários tipos de livros diferentes, dependendo muitas vezes do nosso estado de espírito. Antes de começar a ler um livro procuro saber alguma informação sobre o autor,  o tempo em que viveu, um pouco da sua história de vida, o estilo de escrita, o modus operandi, as influências, o processo de criação, a execução das obras, pois dessa forma começo a apreender aquilo que o autor pretende transmitir.

Em posts posteriores irei falar de alguns destes autores e o que me seduz na sua escrita e o que pude aprender com cada um.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s