ARTESANATO

artesanato-louca-preta-de-bisalaes-iiO Artesanato faz parte da cultura de um povo, da sua identidade e da sua maneira de entender a vida.

O Artesanato surgiu na pré-história. Os homens nessa época faziam cestos, ferramentas, vasos de cerâmica, roupas, esculturas e outros objectos usando as mãos como ferramenta e os recursos da natureza como matéria-prima. A dimensão histórica, tradicional e popular dá-lhe um significado especial. O seu valor torna-se mais evidente, uma vez que sempre que adquirimos um objecto artesanal sabemos qual a técnica utilizada para o seu fabrico, o tempo empregue e o esforço do artesão, o que não acontece ao comprar objectos produzidos em série. O valor sentimental de uma peça artesanal é exclusivo, uma vez que possui uma componente humana.

 

Na actualidade, os produtos artesanais tem que competir com os produtos industriais, que muitas vezes procuram imitar o aspecto daqueles e que são vendidos a preços inferiores. Embora o artesanato, não consiga ser competitivo em termos económicos, é um modo de produção  com características bem valorizadas. O objecto artesanal é único, é fabricado com esmero, dedicação e normalmente a qualidade é superior à de um produto industrial.

Pelo que só nos pode encher de satisfação  a noticia da distinção recebida pela loiça preta de Bisalhães(aldeia situada na encosta sul da freguesia de Mondões, concelho de Vila Real), distinguida como Património Imaterial da Humanidade, o que irá dar “visibilidade à olaria e preservar a forma de fazer” que está em vias de extinção.  Esta é  um ex-libris de Vila Real,que teve a sua origem à largos séculos atrás, quando as oficinas de oleiros se espalhavam por várias freguesias e constituíam um centro produtor de alguma importância. A loiça era vendida no mercado de Vila Real e pelas povoações e vilas das redondezas, sendo transportada dentro de cestos e acamada com fetos. Hoje esta é vendida principalmente à porta de casa, nos postos de venda à entrada de Vila Real e anualmente na Feira de São Pedro.  Este artesanato servia como moeda de troca para outros produtos, nomeadamente alimentos e peças de roupa.

O Barro negro de Bisalhães, possui uma técnica única e complexa de tratamento. O barro ao chegar à oficina é desfeito e estendido ao sol, para secar. Depois é picado até se desfazer em pó e são removidas as suas impurezas. Após esta operação, junta-se lhe água e os oleiros amassam a mistura com as mãos. O barro depois é trabalhado na roda para começar a tomar forma, o oleiro usa pedras do rio para polir a peça e antes da peça secar o oleiro desenha flores ou outros ornamentos.  A sua cozedura faz-se num chão aberto no chão.

As peças são colocadas em vigas de ferro, que atravessam o forno e são cobertas com rama de pinheiro verde, às quais se ateia lume. De seguida as peças, são cobertas com caruma e terra para abafar o fogo e impedir a libertação de fumo e é este processo que faz com que se obtenha a cor negra, característica destas peças. Após algumas horas o oleiro começa a afastar a terra e tira as peças do forno com uma espécie de gancho, uma vez que estas saem a alta temperatura.artesanato-louca-negra-de-bisalhaes-iii

São produzidos dois tipos de loiça:  a loiça churra que é a loiça utilitária que praticamente não é decorada e a «loiça fina» que de um modo geral tem funções mais decorativas pelo que é decorada. Ainda hoje, as suas peças são utilizadas para cozer alimentos – as louças churras para o forno, assadeiras, alguidares para o arroz e tachos.

artesanato-louca-negra-de-bisalhaes-ivMas a peça que suscita mais curiosidade é a Bilha do segredo. Esta possui um pequeno orifício na base superior, utilizada para beber, mas “esconde” também uma série de aberturas de onde brota água. Para conseguir beber, é necessário tapar um furo escondido atrás da pega e beber o líquido pelo buraco superior, para evitar que a água caia para o chão.

artesanato-louca-de-bisalhaes

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s